Livro: O Fim do Homem Soviético


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

 

Agraciada com o Prêmio Nobel de Literatura em 2015, a ex-soviética e ucraniana Svetlana Aleksiévitch merece ter o seu trabalho lido. O livro O Fim Homem do Soviético é simplesmente imperdível por fornecer uma visão panorâmica e real do que foi o socialismo soviético e as consequências do seu fim pós 1991.

Com depoimentos de homens e mulheres soviéticas que viveram os horrores da guerra, dos campos de trabalhos e da escassez, ele é de grande importância para situarmos o que foi a URSS para os que viveram nela e para os que a idealizavam.

 

URSS: uma superpotência econômica e militar entre 1945-1991

 

A principal crítica dos sovok (nascidos na URSS ) foi a decadência de um país vencedor da II Guerra Mundial para outro sem nenhuma ambição imperial. Já para os mais jovens o capitalismo russo é melhor. Vale lembrar que predomina  na atualidade são as máfias, gangster e traficantes, como os “novo ricos” do capitalismo pós-soviético. Como atestam os próprios russos: poucos são os ricos que enriqueceram honestamente.

 

Filas para a compra de produtos era comum no período soviético

 

Segundo a autora, o homo sovieticus estaria chegando ao fim e se deparando com as grandes transformações do da economia de mercado, tão selvagem quanto no período da revolução industrial no século XVIII. O leitor poderá tirar as suas conclusões sendo que os russos já tiram as suas a partir de suas próprias experiências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *