Made in Europe: a barbárie como missão civilizatória


Os governos de Merkel, Holand e Cameron, devem ser acusados de genocídio. 

Se a Europa é saudada como o centro da civilização ocidental por ter oferecido a Filosofia, a Política etc., para o resto do mundo, também carrega em sua história a promoção da barbárie. Centro dos direitos humanos, dissemina sobre a Terra a violação sistemática  desses preceitos.

Sob a bandeira cristã escravizou, torturou, pilhou e matou milhares/milhões de seres humanos na implementação dos seus interesses econômicos. Nos séculos XVIII e XIX, sob o capitalismo, expandiram os seus valores “civilizatórios” para Ásia e África. Mais desgraça e sofrimento para milhões de seres humanos. No século XX, a Europa foi o epicentro de duas guerras mundiais que mostraram ao planeta até onde era possível chegar a busca pela riqueza fácil.

 

A desestabilização da  Síria e do golpe contra a Líbia de Gadhafi, permitiram o surgimento de todas as siglas e grupos terroristas que atualmente promovem a barbárie na região e adjacências.

 

Agora estamos sendo bombardeados todos o dias com imagens de centenas de milhares imigrantes viajando à pé  ou pelo mar em busca de salvação. Imigrantes vindo da Síria, Líbia, Curdistão etc. Mas por quê isso? A resposta todos sabem:”é a guerra”… Mas, a “guerra” foi uma invenção europeia com os EUA.

A desestabilização da  Síria e do golpe contra a Líbia de Gadhafi, permitiram o surgimento de todas as siglas e grupos terroristas que atualmente promovem a barbárie na região e adjacências. É possível afirmar  que o que verificamos hoje nas regiões em conflitos e na atual onda de imigrações para o velho continente, três responsáveis: Alemanha, França e GB.

 

Imigração

 

As três nações são as responsáveis por toda a matança que está ocorrendo na Síria e Líbia. E também são responsáveis por todas as mortes que ocorrem no Mediterrâneo. A sanha em abocanhar os recursos da Líbia e de eliminar o governo sírio (aliada da Rússia), levaram os governos dos três países europeus a promover essa barbárie contra centenas de milhares de mulheres, crianças, idosos etc.

Os governos de Angela Merkel, François Holand (e Nicolas Sarkozy) e David Cameron, devem ser acusados de genocídio. São criminosos no sentido lato da palavra. Se a Europa legou  os conceitos de “civilização” moderna ao mundo, deixa também mais uma página negra na história da Humanidade. Aliás, mais um capítulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.